12 de setembro de 2010

vigésimo sol

  
     a única certeza da sua presença era o calor que me abraçava de um jeito carinhoso afastando qualquer que fosse o sentimento ruim ou angustia que me tomasse. as partículas de poeira que formavam palavras, que susurravam em meu ouvido as mais doces declarações, os mais lindos elogios. o jeito como me mostrava sempre o caminho certo a seguir me guiando com sua luz.  eu não sabia o que era aquilo, o que era você nem como tamanha loucura era possível, mas nunca, um minuto sequer, duvidei da verdade de sua existencia e da veracidade de cada sinal enviado pra mim. 
     um sentimento desconhecido, um amor que nunca experimentara. queria poder abraçá-lo, sentir seus braços sobre meu corpo, sua voz carinhosa. mas nem ao menos sabia se isso era possível, nem ao menos tinha a certeza de que tudo não passava de um sonho, um lindo e inesquecível sonho. era triste saber que não haveria um futuro, não haveria um amanhã, você nunca estaria ao meu lado, eu nunca sentiria seu doce beijo nem nunca ouviria suas palavras sutis. num mundo tão distante você era meu vigésimo Sol, minha centelha de alegria que iluminava meus dias, mas a cada anoitecer, sua presença assim como seus doces susurros se esvaiam no mais leve sopro quando a Lua surgia e deixava meu caminho sem rumo novamente.

7 comentários:

  1. Perfeito. Você escreve muito bem :)

    http://railag.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Blog lindo ! Muito bom mesmo, amei :D
    E os textos mais lindos ainda :)

    ResponderExcluir
  3. Lindo seu texto, assim como seu blog.
    (:

    http://publicidadesaltoalto.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  4. Nossa que lindo *-*
    Os textos aqui no blog estão cada vez melhores!

    Parabéns! :)

    ResponderExcluir
  5. Nossa que lindo *-*
    Os textos aqui no blog estão cada vez melhores!

    Parabéns! :)

    ResponderExcluir
  6. Muito lindo. Escreve bem! Parabéns!
    se quiser: http://lockedandunlocked.blogspot.com/

    ResponderExcluir